História Mundial: Processo de independência dos EUA

Antecedentes estruturais

  1. Política de abandono inglesa ao notar a vontade de os EUA se tornarem independentes (negligência salutar)
  2. Revolução Industrial
  3. Diferenças norte-sul

Questões conjunturais

  • Guerra dos Sete Anos (1756-63): French & Indian War
  • Difusão da ilustração

Explicações

  1. Pacto colonial que não funciona
    1. Exemplo: comércio triangular
    2. Diferença na relação colônia x metrópole
    3. EUA já tinha experiências de autogoverno
    4. Rivalidades comerciais
    5. Questão climática e de colonização
      1. Norte: motivação religiosa (terra prometida, baseada no autogoverno calvinista); Deus é onisciente e os cidadãos sabem disso desde sempre –> teoria da predestinação – Destino Manifesto
      2. Max Weber: capitalismo se desenvolve mais rápido em países de ética protestante; cada pessoa que vai para a América é, portanto, predestinada;
      3. Lógica da independência das 13 colônias: cada ação tem uma reação;
      4. Legislação opressiva (1763-1773);
Lei do Açúcar 1764. Eliminar a concorrência das Antilhas francesas; bloquear o envio de matérias-primas para as destilarias de rum da Nova Inglaterra.
Lei do Selo 1765. Os colonos protestaram contra a Lei do Selo, argumentando que se tratava de um imposto interno, e que não tinham representação no parlamento inglês que havia votado nessa lei. Em 1765, reuniu-se em NY o Congresso da Lei do Selo que decidiu boicotar o comércio inglês. A lei do açúcar e do selo foram revogadas.
Lei do Aquartelamento 1765. Exigia dos colonos alojamento e transporte para as tropas enviadas à colônia. Também não foram cumpridas.
Atos de Townshend 1767. Estabelecia uma série de impostos alfandegários sobre as importações; Em 1770, os Atos Townshend foram abolidos.
Lei do Chá 1773. Dava monopólio de comércio desse produto à Companhia das Índias Orientais, ou seja, todos os colonos poderiam apenas comprar chá dessa companhia, na qual muitos colonos norte-americanos começaram a se questionar se o governo faria o mesmo com outros produtos. 1773: Boston Tea Party, uma reação dos colonos àquela lei.
Leis Intoleráveis 1774. Obrigavam os colonos a sustentar as tropas inglesas residentes na colônia. Fechou o porto de Boston. Ocupou a colônia de Massachussets.
Ato de Quebec 1774. Impedia que as colônias de Massachussets, Virgínia, Connecticut e Pensilvânia ocupassem terras a oeste. Em 1774, os colonos convocaram o Primeiro Congresso da Filadélfia, pedindo a revogação daquelas leis e exigiram uma maior participação no parlamento inglês. Em 1775 foi realizado o 2º Congresso da Filadélfia, com caráter separatista.

Reações

  • Boicotes, passeatas, revoltas, saques
  • 1763: Townshend: lei do chá (aprovada): sanar as finanças da Cia. Das Índias (The Boston Tea Party)
  • Leis intoleráveis:

∟Fechamento dos portos de Boston;

∟Intervenção em Massachussets;

∟Presença de tropas inglesas na colônia (proibido julgar oficiais ingleses na América)

Crise Política (Quadros leis & reações)

Lei

Ano

Reação

Lei do Açúcar 1763 James Otis proclamou que a legislação privava os americanos dos “direitos de acesso aos seus próprios tributos”.
Lei do Selo 1765 Patrick Henry apresenta cinco resoluções contra a Lei. Teria sido assunto local se não fosse a imprensa. Mal interpretação dos fatos, os virginianos começaram a rebelar-se, sentimento esse que se espalhou para outras colônias americanas, como foi o caso de Massachussetts, que propôs uma reunião geral. Nove colônias enviaram representantes para o Congresso da Lei do Selo, na cidade de NY. Não havia qualquer menção a independência ou deslealdade para com a Coroa.
Resultado: Grenville se demite, Lorde Rockingham assume o cargo, a Lei é revogada.
A revogação falhou no sentido de restaurar a harmonia imperial, mas o governo britânico aprova outra lei intransigente da supremacia parlamentar britânica sobre a americana. Logo, o respeito pelos funcionários imperiais, assim como pelo próprio parlamento, diminuiu.

 

Lei Townshend

Ano

Reações

Grupo de impostos sobre as importações americanas de papel, vidro, tinta e chá. Para a coleta dessas taxas, ele criou o Conselho Americano de Comissionados Alfandegários, com base em Boston, e o apoio dos tribunais vice-almirantados.

1767

Nos portos, os filhos da Liberdade organizaram boicotes às mercadorias britânicas. Exemplo de boicotes: os americanos passam a produzir e consumir os próprios tecidos.

Chá de Boston

Lei do Chá

Ano

Reações

Sobre a Lei do Chá:

O estatuto foi criado para salvar a quase falida East India Company, não para aumentar a receita, desta vez.

Autorizava a companhia a embarcar seu chá diretamente para a América, eliminando com isso os intermediários coloniais e permitindo aos americanos a compra de chá a preços baixíssimos.

1773

1-     A tarifa de Townshend continuava em vigor, essa nova lei parecia uma maneira duvidosa de obter o apoio popular para o direito do Parlamento taxar as colônias sem representação;

2-     A lei ameaçava o poder dos contrabandistas de chá de Massachussetts e de outros grupos mercantis de Boston

Colônias de NY e Filadélfia mandaram os navios de volta para a Inglaterra, mas Boston não permitiu a volta do navio para a Inglaterra, nem descarregar a carga de chá. Um grupo disfarçado de índio invadiu o navio e jogou no mar 340 cestos de chá no valor de 10mil libras.

Leis Coercitivas / Leis Intoleráveis

Lei

Ano

Reações

1-     Fechou o porto de Boston até que a cidade compensasse por completo a East India Company

2-     Reestruturou o governo de Massachussetts transformando a Câmara Superior de instituição eleita para instituição designada e restringindo o número de reuniões municipais a uma por ano

3-     Permitia ao governador real a transferência de funcionários britânicos presos por infrações cometidas em assuntos tarifários para a Inglaterra ou Canadá, onde havia pouca possibilidade de serem condenados

4-     Autorizava o Exército a aquartelar tropas onde elas fossem necessárias

Apoiado veemente por George III, indicando General Thomas Gage para servir com novo governador real.

 

1774

 

Realização de um Congresso, a reunião de 55 delegados eleitos de 12 colônias (menos Geórgia). Rascunho da Lei de Suffolk que encorajava a resistência das Leis Coercitivas.

1775: milícias coloniais conseguem resistir às tropas treinadas na Batalha de Bunker Hill.

1776: Thomas Paine publica panfleto chamado Senso Comum, pedindo para que os colonos resistissem contra “a tirania e os falsos sistemas de governo”.

2.07.1776: o Congresso vota pela independência, 2 dias mais tarde declaração formal de Thomas Jefferson é aprovada.

Congresso Continental (1774-1775)

  1. 1774-1775 (Filadélfia)
  2. 1775-1787 (Filadélfia)
  3. 1776-4 de julho (declaração da independência)

Guerra da independência (1776-1781)

. 1783: Tratado de Paris/Versalhes

. Apoio Espanha e França (não apoiaram a Inglaterra)

–> Aliança Francesa

Mesmo antes de os americanos terem declarado a sua independência, os representantes do governo de Luís XVI já tinham começado a imaginar maneiras de ajudar os colonos, não tanto pelo fato da monarquia francesa apoiar a causa republicana, mas porque a França esperava com isso vingar a derrota na Guerra dos Sete Anos e assim diminuir o poder da Grã-Bretanha. A França enviou toneladas de suprimentos militares essenciais para o americanos, mas recusaram-se a reconhecer a independência americana ou a assinar uma aliança militar com os rebeldes.

. A guerra é financiada pelos próprios colonos: compulsoriamente

1776-1787: vácuo de poder e instabilidade político-econômica

“No taxation without representation”

Federação

∟Federalistas: constituição para os EUA, tirando Rhode Island (the federalists’ papers: votar para a ratificação constitucional)

Confederação

∟Criticavam o governo forte, pois enfraqueceria o Estado

∟Novo Estado

 Debates e controvérsias constitucionais

  1. Não há um código de direitos ‘Bill of Rights’ = 1791
  2. Representatividade: bicameralismo (câmara = demográfico; senado = 2 senadores/estado); Vice-presidente é senador que não vota, só em caso de empate;
  3. Escravidão:
    1. Norte era terra livre
    2. Sul: escravismo
    3. Cláusula dos 3/5: demografia x escravos; é aprovada e ratificada graças à campanha dos federalistas (Hamilton, Madison, Jay e Thomas Payne) è implementação das ideias iluministas por via moderada.

Consequências

  1. Implementação de freios e contrapesos (checks & balances)
  2. Republicanismo (visão iluminista)
    1. Exemplo para toda a América
    2. Consolidação do isolacionismo (excepcionalidade norte-americana) à evitar contato com europeus “no foreign entanglements”.

1797: George Washington, terminado o mandato deu um Farewell speech (não se aproxima da Europa);

1823: James Monroe (Doutrina Monroe): América para os americanos – caráter defensivo – isolamento político dos EUA;

  1. Expansionismo territorial: mais dinâmico ao norte
    1. Crescimento demográfico extraordinário pós-independência

i.    Algodão: sul

ii.    Imigração

  1. 1776: 3,5 milhões
  2. 1800: 10 milhões
  3. Novo despertar: qualquer crença religiosa pode ir para os EUA: estimula novas facções religiosas

i.    1845: destino manifesto

  1. Difusão da pecuária
  2. Inovações tecnológicas, militares, de produção e nos transportes: indústria bélica à intercambialidade e arma de tambor

i.    Quakers apoiam o fim da escravidão

ii.    Libéria, Monróvia: país comprado pelos EUA para levar os escravos de volta

  1. Apoio do Estado

1845-1849: James Folk (autoriza a incorporação do Texas)

Guerra do México (1845-1848)

∟ Tratado de Guadalupe-Hidalgo (1848): metade da população mexicana foi incorporada; agravamento entre norte-sul

Década de 1850: Partido Republicano

Década de 1860: Abraham Lincoln

∟Norte+Oeste

∟Guerra civil americana (secessão); 1861-1864: sul separa-se

∟Independência da América Espanhola.

Anúncios

2 Respostas para “História Mundial: Processo de independência dos EUA

  1. Pingback: Edital de História Mundial: Resumos & Fichamentos | Internacionalista·

  2. Pingback: ABC da Economia Internacional | Internacionalista·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s