História Mundial: Revolução Russa

DSC00558

Memento Park – Budapeste, Hungria

Antecedentes

  • Atraso na estrutura econômica (semi-feudal)
  • Rural com bolsões de industrialização na parte europeia da Rússia (Moscou e São Petersburgo)
  • Autocracia czarista (aristocráticos e campesinos)
  • Abolição gradual e muito recente na servidão do campo

Causas

  • Descontentamento com o czarismo e com a guerra
  • Inflação
  • Alta dos preços
  • Escassez de alimentos e carvão

Oposição fragmentada ao czarismo

  • Kadetes (burguesia)
    • Reformas liberalizantes
  • Movimento Operário
    • Incorporou e adaptou diversas vertentes do socialismo
    • 1870: Narodniks
      • Rússia seria a última a realizar uma revolução, devido a sua organização interna
      • No início do século XX, as principais lideranças estão no exílio (PoSDR) – Social Democrata (Marxista)
  • Divisões internas PoSDR
    • Bolcheviques (heterodoxa, maioria): chefiados por Vladimir Ilitch Ulianov (Lênin) – aliança entre operários e camponeses para por fim à autocracia czarista por meio de uma revolução – ‘ditadura democrática de operários camponeses’
    • Mencheviques (minoria): chafiados por Martov – aliança com a burguesia, que deveria lutar contra o czarismo.
    • A partir de 1905, havia uma terceira posição, a de Trotski, que afirmava que a burguesia nãotinha interesse nem força para liderar a ‘revolução democrática’ na Rússia e somente a classe operária poderia triunfar.
  • Diferenças estruturais
    • Mencheviques
      • Hierarquia
      • Modelo militar de organização
      • Revolucionário
      • Para o partido
      • Partidário institucional que deve viabilizar primeiro a industrialização e liberalização política
    • Bolcheviques
      • Modelo hierarquizado, revolucionário, militar – centralismo democrático
      • Influência crescente nos sindicatos, mesmo no exílio – presença bolchevique

Processo Revolucionário

1º momento: “uma guerra, uma revolução”

  • Guerra russo-japonesa
    • Intervenção americana = aniquilação da marinha russa
    • Domingo sangrento: estopim – marco do processo revolucionário
    • Grande ensaio geral – concessões do governo desmobilizam a revolução
    • Permissão da organização dos sovietes (Sindicato do Sindicato): presença dos bolcheviques
    • DUMA: eleições mais assembleia = constituição para um país
    • Consequências da 1ª GM para a Rússia
      • 50% dos mortos eram russos
      • Saem antes da guerra acabar
      • Desabastecimento (fome), já que camponeses morrem

A derrota do golpe de Estado do general Kornilov foi interpretada pelos trabalhadores como uma vitória bolchevique e com uma comprovação de que as propostas de Lênin e Trotski estavam corretas. Nesse momento, o comitê central bolchevique, órgão máximo de direção desse partido, decidiu que só por meio de uma insurreição aramada seria possível efetuar a passagem do poder do Estado para as mãos dos sovietes. Algum tempo depois, o czar e toda sua família seriam executados.

Em seguida comunicou a formação do Conselho dos Comissários do Povo, órgão executivo dos sovietes, sob presidência do Lênin. Tal conselho estabelecia as seguintes medidas:

  • Assinatura do Tratado Brest-Litovsk;
  • Abolição do direito à propriedade privada da terra e entrega das terras cultiváveis aos camponeses;
  • Nacionalização dos bancos e dos investimentos estrangeiros;
  • Adoção do regime de autogestão operária, pelo qual as fábricas passaram a ser administradas pelos próprios trabalhadores.

2º momento: “uma grande guerra, 2 revoluções”

  • 1917: Fevereiro a outubro: governo provisório
  • A manutenção da Rússia na guerra
  • Vácuos preenchidos pelos sovietes
  • Lênin faz discurso: Teses de Abril
    • O povo quer paz, pão e terra. Só o próprio povo pode se dar
    • Todo poder aos sovietes (povo)
    • 24.out: Congresso do partido
      • Partido autorizaria o exército vermelho
      • Trotski
      • Golpe 23.out: poder já foi tomado
      • Fato consumado
  • 4 diretrizes da tomada
    • Negociação para uma saída honrosa da guerra
      • Jan.1918: Tratado Brest-Litowski
    • Independência dos povos não russos
      • Imperialismo para Lênin: é o próprio capitalismo
      • Autodeterminação dos povos
      • 1922: URSS (federalismo para a autodeterminação)
    • Fim da propriedade privada (meios de produção)
      • Resistência da burguesia/aristocracia, e apoio de uma coalizão internacional
      • Russos brancos x Exército vermelho de Trotski
      • 1919-1921: Guerra civil
      • Obs: Comunismo de guerra apresentava crescente centralização e fortalecimento do Estado para garantir o esforço de guerra e as conquistas da revolução
    • Reforma agrária
      • Campesinato
      • Kulaks: garantir o abastecimento
      • No início dos anos 20
        • Crise de abastecimento
        • Crise econômica
        • Isolamento internacional
        • Resolvido em 3 níveis
          • Qual é a função dos camponeses?
            • Marxista: acumulação primitiva de capital
            • Lênin: parceiro da revolução, campesinato é subrepresentado
            • Debate: integrar ou não os camponeses
          • NEP (Nova Política Econômica)
            • Convivência do socialismo com esferas de manutenção do mercado
            • Dar 1 passo para trás para dar 2 a frente
            • Recuperar aos poucos o abastecimento
          • 1922: URSS se aproxima da Alemanha (partido de esquerda – SPD)
            • Tratado de Rapallo: perdão mútuo / SPD: Strasemann (min. Das RE da Alemanha)
            • Acabar com isolamento
            • Revolução Mundial (Trotski)
              • Fomentar a revolução global (1924-1928): 2 facções para substituir Lênin
              • Trotski se exila no México
              • Institucional: Revolução em um só país (Stálin): visão nacionalista
              • O campesinato serve para viabilizar a acumulação necessária para a industrialização
            • Coletivização dos campos (guerra aos Kulaks)
              • Sovikhozes
              • Cooperativas dos camponeses Kolkhozes
              • Projeto de industrialização acelerada (indústria de base)
            • Anos 30: consolidação do Stalinismo
              • Propaganda (Jdanov, Stakhanov)
              • Exploração máxima de mão de obra
            • Expurgos
              • Sabotagem: estimular um denuncismo: clima de medo generalizado
              • Estimular a maximização da produtividade
              • Medo generalizado
            • Êxodo rural natural
              • Coletivização dos campos
              • Pleno Emprego nas zonas urbanas
              • Popularidade de Stálin: na cidade e na burocracia
              • 2ª GM: vitória sobre o nazismo.
Anúncios

Uma resposta para “História Mundial: Revolução Russa

  1. Pingback: Edital de História Mundial: Resumos & Fichamentos | Internacionalista·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s