História Mundial: Détente e Segunda Guerra Fria

ColdWar

Segundo Sombra Saraiva, o conceito de détente “está vinculado aos novos arranjos dos tardios anos 1960 e à década de 1970. A erosão do monolitismo ideológico dos dois blocos atribuiu uma nova conotação às relações internacionais. Além de adversários, os EUA e a URSS apresentaram-se como parceiros.”

Os conflitos deixariam de ter como foco a rivalidade direta entre as duas potências e transcenderia para disputas na Ásia, na África e no Oriente Médio.

Ademais, é nesse período que negociações referentes às limitações das armas nucleares são estabelecidas.

Cronologia

∟ 1961: construção do muro de Berlim

∟ 1962: crise dos mísseis (Cuba à Turquia; concessão de ambos os lados)

  • Popularidade do governo Kennedy diminui, pois não há mais coexistência pacífica

Distensão/Détente

  • Conhecimento da realidade de poder não necessariamente ideológico

∟ Pensamento realista se torna determinante ao novo enfoque da guerra fria e o ápice se dá com Kissinger/Nixon.

“A aproximação das superpotências é o congelamento do poder mundial”: Embaixador Araújo Castro.

Em 1963, Kennedy era assassinado e Kruchev derrubado. O grande boom econômico da CEE, cuja força motriz era a RFA, e do Japão, por sua vez, fazia emergir novos polos capitalistas, cuja ascensão era facilitada por seus limitados gastos militares.

O fim da Primavera de Praga conduziu à normalização diplomática da Europa Central e ao aprofundamento da détente. Em 1969, os social-democratas chegavam ao poder na RFA e Willy Brandt lançava sua Östpolitik, estimulando a cooperação da CEE com o Leste Europeu.

Negociações sobre armas nucleares

  • Tratado de Não Proliferação (1968): dividia o mundo em países detentores de armas nucleares e países não detentores de armas nucleares. Os primeiros congelavam para si o poder nucleares e os segundos renunciariam ao desenvolvimento e a aquisição de armas nucleares, podendo, apenas, utilizar a tecnologia nuclear para fins pacíficos;
    • 1964: China lança sua primeira bomba atômica pacífica
    • 1974: Índia, sob Indira Gandhi, lança o smiling Buddha
    • 1967: Brasil assina o Tratado de Tlatelolco; mas ratifica apenas em 1994, quando, junto com a Argentina, chega ao estágio mais avançado da tecnologia nuclear;
  • SALT – Strategic Arms Limitation Talks (1968): desdobrado em duas partes -> acordo provisório – SALT I (1968) e tratado – SALT II (1972):
    • 1972: Nixon e Brejnev assinam o Acordo SALT, que previa o congelamento por 5 anos do desenvolvimento e da produção de armas estratégicas, bem como o controle sobre os mísseis intercontinentais e lançadores balísticos submarinos
  • START – Strategic Arms Reduction Treaty: acordo de redução de armas – START I (1991) e START II (1993); START III nunca foi assinado;

Nixon (1969-1974)

  • Realista (aproximação com a China, convidando-a a participar do Conselho de Segurança) à ‘diplomacia triangular’ (estabelecer estratégia de divisão ainda maior).
  • Eleito pela ‘maioria silenciosa’: grupo que não vocaliza a oposição aberta. 1968-69: Essa maioria vota em relação a Doutrino Nixon
  • Vietnamização do conflito
  • Delegação de responsabilidade aos aliados

Sudeste asiático

1975: retirada das tropas do Vietnã

∟Efeito dominó: crença de que se o Vietnã cai, outros países daquelas região também irão cair.

1976:

∟Camboja / Pequim à ruralização generalizada (‘great leap forward no campo’)

∟Laos / Hanoi

1979: Vietnã invade o Camboja (rivalização entre os modelos de comunismo Pequim vs Moscou)

∟ Kennedy sofre provocações soviéticas: início do expansionismo

  • Questionamento do socialismo, Stálin aplica a heterodoxia
  • Atuação URSS na Ásia, África e na América

Por que os EUA começam a perder o poder?

  • 1971-73: Abandono do padrão de Bretton Woods, que leva ao enfraquecimento econômico à maxidesvalorização do dólar;
  • 1973: choque do petróleo
  • 1974: escândalo de Watergate à perda de legitimidade interna das lideranças norte-americanas
  • 1975: Retirada do Vietnã

Ano de 1979:

  • Revolução Sandinista na Nicarágua ->  enfraquece o governo Carter
  • Revolução Iraniana -> exemplar enfraquecimento -> reféns norte-americanos na Embaixada em Teerã
    • URSS apoia o regime, no Afeganistão, ‘Vietnã Soviético’
    • EUA favorecem a intervenção soviética no Afeganistão e é resistida pelos Talebãs
    • FIM DA DÉTENTE

A Segunda Guerra Fria

  • Estabelecimento de uma nova corrida armamentista
  • Convite às negociações e o diálogo e Gorbachev aceita
    • Glasnost (transparência) / Perestroika (Transformação)

Década de 1980: Strategic Defense Investment (SDI) -> Mutual Assured Destruction (MAD) -> rompe e investe em defesa

∟ 1989: Queda do muro de Berlim

∟ 1990-91: Fragmentação da URSS

  • Enfraquece o Realismo
  • Não tem guerra sistêmica, como explicar o realismo?

Fim da bipolaridade = Fim da Guerra Fria

Unipolaridade

Bipolaridade

G. Bush1989: Panamá G. Bush – Nova Ordem Mundial1990: Guerra do Golfo com legitimação da ONU
Anúncios

Uma resposta para “História Mundial: Détente e Segunda Guerra Fria

  1. Pingback: Edital de História Mundial: Resumos & Fichamentos | Internacionalista·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s