Economia Internacional: Controle de preços, Impostos, Peso Morto e Tarifas

Controle de preços

– Como eles afetam o mercado?

// Quando um governo impõe um preço máximo a uma economia duas possibilidades podem ocorrer:

  1. Se o preço máximo estiver acima do preço de equilíbrio, não há efeito algum, pois o preço do mercado se ajusta;
  2. Se o preço máximo estiver abaixo do preço de equilíbrio, há escassez e os produtores têm de racionar seus bens escassos.

// Quando um governo impõe um preço mínimo a uma economia duas possibilidades podem ocorrer:

  1. Se o preço mínimo estiver abaixo do preço de equilíbrio, não há efeito algum, uma vez que o preço do mercado se ajusta;
  2. Se o preço mínimo estiver acima do preço de, gera-se excedente nessa economia.

– Salário mínimo

No caso de o salário mínimo estiver acima do nível de equilíbrio:

  • Há desemprego;
  • Há elevação da renda dos trabalhadores que têm emprego;
  • Há redução da renda dos que não conseguem encontrar trabalho.

–> O salário mínimo, por ser o ‘preço mínimo’, causa um excedente, que no caso dos trabalhadores é o desemprego: a quantidade ofertada de mão de obra supera a quantidade demandada.

Impostos

– Como os impostos cobrados dos vendedores afetam os resultados de mercado?

Quando o governo cobra um imposto dos vendedores, a curva de oferta desloca-se (esquerda -> retração), o preço que os compradores pagam sobe e o preço que os produtores recebem cai. Produtores e compradores dividem as perdas provenientes dos impostos.

Resumo

  • A curva da oferta desloca-se para a esquerda;
  • Elevado equilíbrio de preço;
  • Baixo equilíbrio de quantidade;
  • Há redução do tamanho do mercado.

– Como os impostos cobrados dos compradores afetam os resultados de mercado?

Quando o governo cobra um imposto dos compradores, a curva da demanda desloca-se (baixo -> retração), o preço que os vendedores recebem cai e o preço que os compradores pagam aumenta. Compradores e produtores  dividem as perdas provenientes dos impostos.

Resumo

  • A curva da demanda desloca-se para baixo;
  • Os vendedores têm prejuízos porque os compradores pagam menor preço a eles;
  • Há aumento de preço;

– Elasticidade e incidência tributária

  • Se a demanda for mais inelástica que a oferta, o ônus do imposto recai mais nos consumidores;
  • Se a oferta for mais inelástica que a demanda, o ônus do imposto recai mais nos produtores.

–> O ônus do mercado fica com o lado menos elástico do mercado.

Excedentes

– Do consumidor: relação com a curva de demanda, que demonstra a disposição do comprador comprar.


O pressuposto é que o consumidor sempre quer pagar menos. Assim, quando o preço de determinado bem cai, aumenta-se a disposição de outros compradores comprarem tal bem. Assim, “o excedente do consumidor é a diferença entre o montante que o consumidor estaria disposto a pagar por determinada quantidade de um bem e o montante que efetivamente paga. Esta situação ocorre porque o consumidor consome até ao momento em que a sua utilidade marginal (UMg) iguala o preço de mercado. Desta forma, todas as unidades consumidas exceto a última apresentam utilidades marginais superiores ao preço.”

– Do produtor: relação com a curva de oferta, que demonstra a disposição do produtor de vender.

O pressuposto é o produtor sempre quer receber mais pelo que oferta. O excedente do produtor é a quantia que ele recebe por um bem menos o seu custo de produção. Assim, quando o preço ofertado do bem sobe, mais produtores desejam entrar neste mercado. Assim, “o excedente do produtor é o lucro obtido por ele na venda no mercado pelo maior preço em relação ao mínimo que concordariam em vender.”

Eficiência do mercado e bem-estar social de uma sociedade

“O welfare ou bem-estar comum seria alcançado pelo equilíbrio de mercado em livre concorrência entre os dois excedentes.”

– Eficiência x Igualdade

  • Eficiência: alocar um recurso para maximizar o excedente total recebido por toda a sociedade;
  • Igualdade: Distribuir uniformemente prosperidade econômica por toda a sociedade.

– Equilíbrio de mercado e os excedentes

O mercado tem de estar em equilíbrio para que o bem-estar seja alcançado. Bem-estar é quando os excedentes, tanto do consumidor como do produtor, estão equilibrados, não atrapalhando o valor pago pelos consumidores, tampouco o custo dos produtores.

– Mão invisível de Adam Smith

A mão invisível de Adam Smith avalia todas as informações sobre os compradores e sobre os vendedores, direcionando-os para o melhor resultado, incorrendo, portanto, na eficiência econômica. O livre mercado é a melhor forma de organizar a atividade econômica.

– Falhas do Mercado

  • A competição, no mundo, é imperfeita;
  • Mercados são ineficientes;
  • Decisões dos compradores e dos vendedores afetam pessoas que não participam do mercado;
  • Externalidades;

– Eficiência do Mercado

  • Políticas Públicas

Peso Morto

Compradores: curva de demanda desloca-se para baixo;
Vendedores: curva de oferta desloca-se para cima;
= preço pago pelos compradores aumenta, preço recebido pelos vendedores cai e a quantidade vendida é menor.

O peso morto é decorrente da impetração de impostos, por parte do governo, a compradores e produtores. E pode ser, portanto, “medido pela perda nos excedente apropriados pelos agentes econômicos.”

Ficheiro:Peso morto.png

Curva de Laffer

Debate sobre os impostos: caso reduzissem as altas taxas de impostos, a receita tributária aumentaria. A lição geral que os economistas tiram dessa hipótese é que o montante arrecadado, por causa de mudança dos impostos, não pode ser calculado apenas as alíquotas, pois mudança nos impostos afeta, também, o comportamento das pessoas.

Os Determinantes do Comércio

– Preço Mundial e Vantagem Comparativa

Comparação entre o preço interno e o preço mundial:

  • Preço interno < Preço mundial = Exportação / País tem vantagem comparativa;
  • Preço interno > Preço mundial = Importação / Mundo tem vantagem comparativa

– Ganhos e perdas de um país exportador

Quando um país abre sua economia para o mundo, ela passa a exportar bens em que possui vantagens. Isso afeta os produtores internos de maneira positiva, pois seus mercados ampliam-se, afeta negativamente os consumidores, os quais terão que pagar um preço mais elevado pelos bens devido a concorrência com os produtos importados e, por fim, gera bem-estar social na economia como um todo, superando a perda dos que são prejudicados.

– Ganhos e perdas de um país importador

O país importador passa a ter seus bens em situação pior que estavam, os consumidores internos passam a importar outros produtos que não eram produzidos localmente, inclusive, possivelmente a preços menores e o comércio melhora o bem-estar econômico do país.

Tarifas

– Efeitos

“A tarifa reduz a quantidade de importações e desloca o mercado para um ponto mais próximo do equilíbrio que existiria na ausência do comércio internacional.”

  • Quantidade interna demandada diminui;
  • Quantidade interna ofertada aumenta;
  • Reduz a quantidade de importados;
  • Situação melhora para os vendedores internos, mas piora para os compradores internos.
Anúncios

2 Respostas para “Economia Internacional: Controle de preços, Impostos, Peso Morto e Tarifas

  1. Pingback: ABC da Economia Internacional | Internacionalista·

  2. Pingback: Edital de Economia: Resumos & Fichamentos |·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s