Como pensar em economês? Dicas sobre o estudo da Economia, por Embaixador Paulo Traballi-Bozzi

 

????????????????????????????????????????

O Embaixador brasileiro em Trinidad e Tobago, Paulo Traballi-Bozzi, compartilha com os leitores do Internacionalista dicas para estudar e entender melhor uma das matérias, por alguns considerada a mais difícil, do Concurso de Admissão à Carreira Diplomática: Economia.


Dicas sobre o estudo da Economia

por Embaixador Paulo Traballi-Bozzi

Para estudar-se Economia, os textos de Economia precisam ser lidos com o raciocínio  econômico. O que é isto?

A economia é uma ciência social fundamentalmente lógica.

Economia tem sempre dois lados, ou seja, apresenta os seus problemas de maneira biunívoca: Por exemplo: Oferta e procura, salários real e nominal, taxa de juros e a quantidade de moeda etc. E trata-se de uma ciência (?), cujos fenômenos são aleatórios em relação ao tempo. Em uma linguagem matemática mais sofisticada, seriam fenômenos não-periódicos. Os fenômenos econômicos não se restringem a calendários, ocorrem por motivos diversos, sem preocupação com datas. Estuda-se determinado momento, por determinadas variáveis e, de repente, a situação se modifica em razão de acontecimentos não esperados ou aleatórios. Os economistas, por meio de artifícios lógicos e matemáticos os estudam em um determinado período de tempo, apenas como método de facilitação da análise. Por exemplo, a recessão de 1929, a NEP soviética de Preobrazhensky, os “defaults” do Brasil e do México nas décadas de 80/90, o “quantitative easing” da Administração Obama e os seus efeitos na economia mundial etc. Estes fenômenos são tipo cumulativos, ou melhor, estão sempre propensos a acontecer diante de determinadas e dadas situações. Os fenômenos estão no horizonte econômico, mas é sempre, ou quase sempre impossível, descrever, determinar os seu efeitos, pois o economista não tem um laboratório, onde, por meio da “físico-química”  econômica e com a ajuda da matemática aplicável, venha a dizer: – Viram, a minha tese está comprovada por a e b motivos. Não é assim! A economia é uma ciência humana, com a exatidão possível, a resultar do interessante conjunto de variáveis aleatórias ou não, que estão presentes e formam o seu universo de estudo, e informam a quem a estuda das ocorrências, das suas possibilidades e probabilidades de resolução de dado fenômeno no momento de sua ocorrência no tempo e das suas consequências futuras (o que nem sempre é possível). Daí, o congelamento no tempo do estudo destes mesmos fenômenos.

A Economia se utiliza intensamente do apoio da Matemática para explicitar, resolver, compreender os seus problemas. Por exemplo: Teoria dos Conjuntos, noção de intervalos, a Álgebra das funções, a Álgebra descritiva (funções gráficas e afins), Cálculo matricial e diferencial etc.

A Ciência Econômica também é a ciência do pensamento sofisticado e  está voltada para a obtenção de resultados satisfatórios no exame dos fenômenos que lhe são próprios e, digamos, verdadeiros no sentido de que não se pode frustrar a análise por falta de domínio do arcabouço teórico relevante. Assim sendo a análise econômica requer uma série de ferramentas, que lhe são proporcionadas pela Teoria Micro e Macroeconômicas e suas diversas contribuições  e capítulos. Requer entendimento de Estatística e de Matemática, como acima já explicitado.

Basicamente este é um apanhado propedêutico para a compreensão do texto econômico e da ciência que, porventura, estiver nele embutida ou que lhe é subjacente, paralela, que lhe serve de base, enfim.

imagem357775

 

 

O Embaixador Paulo Traballi Bozzi está, atualmente, lotado na Embaixada em Trinidad e Tobago.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s