A crise da água no Brasil e no mundo

MeioAmbiente

Por Arantxa Santos*

A água é um dos recursos naturais mais importantes para a sobrevivência da humanidade, presente na vida do homem em sua forma potável, nos alimentos, na fabricação de produtos importantes para o dia a dia e em muitas outras utilizações.

No entanto, este recurso está passando por uma crise. Atualmente, grande parcela da população do mundo sofre as consequências da falta de água, que resulta em problemas socioeconômicos e políticos para as nações.

Ao considerar a superfície terrestre, é possível notar que a maior parte do planeta é constituída por água, que totaliza cerca de 70% de toda a área da Terra. Porém, apenas 3% é de água doce, ou seja, boa para o consumo.

Além do agravante que maior parte dessa água encontra-se em geleiras e reservas subterrâneas. Devemos ponderar ainda que a distribuição de água no mundo acontece de forma desigual, fazendo com que várias regiões sofram com a falta de água potável.

Entre os países com insuficiência de água, destacam-se as nações situadas no Oriente Médio, uma região com muitos desertos e pouca disponibilidade de recursos hídricos, além de algumas regiões da África, da Ásia e também das Américas.

De acordo com dados da Organização das Nações Unidas, pouco mais de 1,1 bilhão de pessoas sofre com a falta desse importante recurso natural, situadas em sua maioria áreas periféricas com difícil acesso aos direitos básicos.

No caso do Brasil, estamos acostumados com a fartura de recursos, especialmente hídricos, já que aproximadamente 12% da água doce do mundo está presente no território brasileiro. E apesar disso, é localizada de maneira irregular com 72% na região amazônica, 16% no Centro-Oeste, 8% no Sul e no Sudeste e 4% no Nordeste.

Dessa forma, e com a atual conjuntura da escassez de água potável, o sudeste brasileiro em especial o estado de São Paulo, lar de uma população que se aproxima dos 20 milhões, é o principal afetado pela crise da água e tem acompanhado seus reservatórios secarem significativamente.

Para combater a escassez hídrica no mundo, muitos países estão fazendo uso de tecnologia para criar métodos de tratamento da água, preservação e redução no consumo, mas o que todos têm em comum é a necessidade de realizar investimentos por parte dos governos. Nos casos mais extremos, medidas de cooperação internacional precisam ser tomadas, haja vista que o acesso à água é um direito universal.

Com isso, a questão da água se tornou um assunto importante não apenas para o Brasil, podendo se tornar tanto motivo de conflito como de cooperação entre as nações. Entretanto, independente das discussões que envolvem a escassez de recursos hídricos é possível afirmar que a água, por se tratar de um bem natural, vital e não renovável, precisa ser utilizada de maneira consciente.


servletrecuperafoto* Bacharel em Relações Internacionais pela Universidade da Amazônia – UNAMA (2013) e com especialização em andamento em Gestão Ambiental pela Faculdade Ideal – FACI. Possui experiência na área de Administração, com ênfase em Comércio Exterior e Turismo, e na área de Relações Internacionais com ênfase em organizações internacionais, atuando principalmente em temas ligados ao meio ambiente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s