Relações Internacionais como propulsora de desenvolvimento e de integração

BoyWithGlobe.002

Imagem: Google Images / 60 second marketer

Por Henrique Daniel*

Atualmente o mundo tem se deparado com diversos problemas e situações que precisam ser resolvidos para uma melhor convivência da raça humana e até mesmo para sua preservação. Achar meios e caminhos para a resolução desses tópicos tem sido motivo de esforço de vários países e organizações que se empenham em buscar e conciliar desenvolvimento, sustentabilidade, paz e muitos outros aspectos importantes para a humanidade. Por trás de todos esses tópicos, e muitos outros, temos a participação das relações entre Estados, empresas, sociedades e pessoas que somente juntas e engajadas poderão fazer um mundo melhor, ou seja, a prática das Relações Internacionais em prol da convergência e do direcionamento desses assuntos.

A história das Relações Internacionais está intimamente ligada ao desenvolvimento humano, é fácil de observar na história exemplos de nações, povos e estados que conseguiram substituir a resolução dos seus problemas e diferenças através da diplomacia e do diálogo ao invés de guerras e conflitos armados, embora a guerra ainda seja uma verdade infeliz nos dias atuais; é incontestável que o desenvolvimento das relações internacionais foi benéfico para toda a humanidade e é hoje instrumento indispensável para um desenvolvimento global e regional saudável e viável, vital para se atingir os interesses da espécie humana como um todo.

Não só para evitar conflitos e derramamento de sangue, a diplomacia também é capaz de trazer progresso e avanço. Podemos notar primorosas conquistas na integração de países, blocos econômicos e até mesmo nas relações bilaterais de desenvolvimento e comércio, que são terrenos nutritivos para a cultivação da paz, superação da pobreza, fome e miséria. Avanços nos campos da ciência, intercâmbio estudantil e de conhecimentos trabalhados e lapidados em outros lugares. A importância das Relações Internacionais se torna clara quando paramos para refletir sobre onde poderíamos estar e o que poderíamos fazer com a cooperação mundial dos países e dos povos e de toda gama de áreas e setores que ela aborda dentro de si e de suas peculiaridades. Um mundo onde conhecimentos são trocados e ensinados, onde todos trabalham para a preservação do planeta e das futuras gerações respeitando tradições e modos locais de se viver, mas conectados ao mundo, globalizados e cooperando em prol de um maior e do próprio desenvolvimento regional.

A importância da integração é óbvia quando se trata do cultivo da paz, do desenvolvimento e do avanço local e global como um todo. Cada um desses temas apresentam por si só várias áreas de debates, pontos a serem refletidos e que demandam estudos e análises. Porém, todos convergem para um ponto em comum: A importância da diplomacia como base propulsora para sustentar o desenvolvimento dessas áreas. Fica claro então, a importância de os Estados adotarem esse mecanismo como atuação e a conscientização das pessoas sobre a grandeza da área de R.I. e seu reflexo direto em âmbito regional e mundial.

Os Estados precisam estar preparados para dialogarem entre si e preparem seus alunos e futuros profissionais internacionais para trabalharem em prol de um desenvolvimento geral buscando o bem de todos os envolvidos e transformando o mundo em um lugar melhor por meio da diplomacia, da cooperação, do comércio e da integração dos países e regiões. Orientar a política internacional para um trabalho de cooperação com os países fronteiriços a fim de produzir grandes frutos em todas as áreas. Ciências, artes, negócios e muito mais. Integrar é unir e união faz a força.

Atuar em R.I é trabalhar para a construção de um mundo melhor em todos os seus aspectos. É sustentar e trazer o desenvolvimento para a proliferação da paz, da superação de problemas globais como fome, miséria e doenças e fazer com que o nosso planeta avance em desenvolvimento se tornando um lugar melhor para todos.

Perguntas e Reflexão

1. Você acha que a integração econômica é um dos melhores caminhos para o desenvolvimento regional e global?

2. A integração é complexa e precisa ser analisada, discutida e debatida em vários âmbitos: sociais, econômicos e culturais. Para ser implementada e funcionar bem, quais aspectos são, de fato, indispensáveis para facilitar a diplomacia e o processo entre os países?

3. Tratando-se do desenvolvimento econômico, a integração é capaz de puxar vários ramos da economia de um país ou região e oferece um terreno nutritivo para o comércio exterior, porém, do outro lado, existe a argumentação de que a integração comercial acaba enfraquecendo a indústria nacional. Qual sua opinião sobre o assunto?


1655799_420753214695047_1885640135_o* Henrique Daniel é estudante de Comércio Exterior e Negócios Internacionais da Faculdade de Tecnologia de São Paulo e formado como Despachante Aduaneiro pela Associação Brasileira de Consultoria e Assessoria em Comércio Exterior. Engajado em pesquisar sobre Relações Internacionais, Comércio Exterior, Economia Internacional, Integração e outros assuntos pertinentes à área.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s